voltar

Gestora brasileira SRM deve abrir filiais na Argentina e na Colômbia

SÃO PAULO (Reuters) – A gestora de fundos SRM Asset quer abrir filiais na Colômbia e na Argentina ainda neste ano, estendendo as operações fora do Brasil iniciadas em 2014, disse um executivo da gestora de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDCs).

Uma das maiores gestoras brasileiras de FIDCs, a SRM opera principalmente com linhas de capital de giro e adiantamento de recursos para operações de importação e exportação de empresas com faturamento anual de 60 milhões a 500 milhões de reais. Os recursos têm como cotistas investidores institucionais.

A empresa está no Peru desde 2013 e no Chile a partir de 2015, onde atende principalmente pequenos exportadores dos ramos de alimentos, confecções, pescados, frutos do mar e vinhos. Seu fundo original para comércio exterior no Peru, de 40 milhões de dólares, está tentando uma segunda captação de 50 milhões de dólares. O grupo também tem um fundo em moeda local.

Fonte: Portal Reuters 

noticia_anterior proxima_noticia