Blog

Pioneira no setor financeiro, SRM adota teste de integridade para selecionar e contratar colaboradores

Institucional

Multinacional utiliza o teste Potencial de Integridade Resiliente (PIR), desenvolvido pela S2

Consultoria para avaliar a conduta ética dos candidatos

São Paulo, agosto de 2017 – Pioneira na criação de fundos multicedentes e multissacados no Brasil, a multinacional SRM traz mais uma inovação ao mercado financeiro, só que agora relacionada à maneira de selecionar e recrutar colaboradores: desde janeiro de 2017, todos os seus processos seletivos contam com o teste de integridade conhecido como Potencial de Integridade Resiliente (PIR), que faz parte do Programa de Compliance Cultura & Ética, oferecido pela S2 Consultoria, especialista em Compliance com foco na Dimensão Humana do Risco.

O objetivo do teste de integridade é identificar se os valores do candidato estão em conformidade com a cultura da organização e, então, avaliar seu comportamento em situações de dilemas éticos ou pressão, que podem ocorrer no dia a dia. Por atuar com transações financeiras, a SRM constatou a necessidade de conhecer o poder de resiliência de cada candidato perante situações complexas que determinam o sucesso do negócio.

“A SRM surgiu como uma empresa familiar e conquistou rápido sucesso no mercado financeiro, graças à credibilidade e à eficiência para tomar decisões diante da acelerada dinâmica dos investimentos. Para manter esse padrão, sentimos a necessidade de testar nossos novos contratados de forma mais precisa. O programa de Compliance da S2 Consultoria atendeu a essa expectativa, e hoje, nossos processos seletivos são cada vez mais assertivos, identificando com clareza os candidatos mais alinhados aos valores e à cultura da empresa”, afirma Marcelo Otelac, Gerente de Controles Internos e Auditoria da SRM.

Ele destaca que a reputação é um fator definitivo para o sucesso da empresa, já que muitos clientes são prospectados por indicação: “O PIR é um teste de extrema importância para esclarecer alguns pilares da atividade de Compliance dentro da companhia. É uma brilhante ferramenta não apenas como parte de processo de seleção, mas também para aprimorar o conceito de ética e implantar controles baseados em pessoas”, complementa Otelac.

Com 80 questões em uma triangulação de múltipla escolha, relato em vídeo e questões dissertativas, o questionário busca entender o participante conforme seu contexto cultural e pessoal, sem o intuito de julgar se a pessoa é ou não é ética. O teste deve ser respondido em um tempo cronometrado e segue uma metodologia cientificamente comprovada, que evita respostas politicamente corretas e consegue mapear perfis em qualquer nível hierárquico. “Muitos imaginam que o PIR é um teste excludente, mas isso não é verdade. É uma ferramenta que serve para identificar o ativador comportamental de candidatos e funcionários. Quando o resultado não é satisfatório, o RH pode se posicionar e direcionar o colaborador contratado para uma área de menor risco de desvio ético”, explica Alessandra Costa, sócia e especialista da S2 Consultoria.

Sobre a SRM

A SRM é uma gestora e administradora de fundos de investimentos que opera notadamente nas áreas de direitos creditórios. Fundada em 2005, a empresa possui, hoje, 20 escritórios em três países e oferece mais de 14 produtos para cerca de 2.500 clientes. Ao todo, 250 colaboradores atuam para viabilizar esses serviços, totalizando um montante acima de R$ 5 bilhões no volume anual de operações.

Pioneira na criação de fundos multicedentes e multissacados no Brasil, SRM se destaca por atributos como inovação e flexibilidade. Entre as modalidades viabilizadas pela companhia, estão o desconto de duplicatas, Trade Finance e câmbio, com operações de importação e exportação para seus clientes no Brasil, Chile e Peru. Atualmente em fase de acelerada expansão, a empresa aposta na retomada da economia brasileira e em setores-chave, além da internacionalização.

(http://www.srmasset.com/)